Atualmente há duas vacinas para prevenção do HPV, uma bivalente e outra quadrivalente.

A vacina bivalente previne contra os tipos 16 e 18 (presente em 70% dos casos), servindo para a prevenção de alguns tipos de cânceres (veja dados abaixo). Pode ser usada somente por mulheres a partir dos 9 anos de idade.

A vacina quadrivalente previne contra os tipos 6, 11, 16 e 18, servindo para a prevenção de verrugas genitais e para a prevenção dos cânceres (citados abaixo). Pode ser usada por mulheres de 9 a 45 anos de idade e por homens de 9 a 26 anos.

A Sociedade Brasileira de Imunizações recomenda que a vacina seja administrada o mais precocemente possível, na fase que antecede o início das relações sexuais, anterior ao contato com o vírus, e quando obtém-se a maior formação de defesa em resposta à vacina. O esquema de vacinação ideal consiste de 3 doses para ambas as vacinas.

Dados:

A infecção pelo HPV (Papiloma Vírus Humano) é considerada atualmente a doença sexualmente transmissível (DST) mais comum. Entre as patologias humanas causadas pelo HPV que acometem a região genital, as mais frequentes são a verruga genital e o câncer de colo de útero, assim como suas lesões precurssoras.
Sabe-se que os HPVs também estão associados a outros tipos de câncer, entre eles: vulva, vagina, pênis, ânus, orofaringe e laringe. Existem mais de 200 subtipos diferentes de HPV, sendo que somente os subtipos de alto risco estão relacionados a tumores malignos. Dentre eles destacam-se os tipos 16, 18, 31, 33, 45 e 58, geralmente associados a lesões pré-cancerígenas. Já os tipos 6 e 11, estão associados a 90% dos casos de verrugas genitais.
A verruga genital é uma DST extremamente frequente e o número de casos tem crescido muito.
O câncer do colo do útero é o segundo tipo de neoplasia mais frequente na população feminina.

Consulte nosso calendário vacinal.

< Voltar