Atualmente já existem vacinas contra doenças que anteriormente não podiam ser evitadas e causavam grande desconforto, seqüelas e risco de complicações para as crianças, além de preocupações e gastos desnecessários para seus pais.
A maioria dos adolescentes e adultos não receberam vacinas contra doenças que, hoje em dia, podem ser evitadas e que normalmente costumam ser mais complicadas quando ocorrem nessas faixas etárias. (Consulte o calendário do adolescente/adulto e/ou o calendário da mulher)
Estas novas vacinas são obtidas por modernas técnicas de produção, inclusive engenharia genética, o que também possibilita o aperfeiçoamento de vacinas já existentes, com a diminuição de efeitos colaterais (vacinas mais seguras) e aumento da capacidade protetora (vacinas mais eficazes). Outra tendência é a combinação de vacinas, o que diminui o número de aplicações necessárias. Dentre as novas vacinas destacam-se:

Vacinas
Antipneumocócica 13 - Valente (Prevenar)
Antipneumocócica 23 - Valente
BCG
Dupla (Bacteriana) tipo adulto
Gripe (Influenza) trivalente ou tetravalente
Hemófilo B
Hepatite A
Hepatite B
Hexa acelular
HPV bivalente ou quadrivalente
Meningite Meningocócica do tipo C
Penta acelular
Pólio (Sabin ou Salk)
Rotavírus
VTV ou Tríplice Viral
Tríplice (Bacteriana) Acelular
Tríplice (Bacteriana) Acelular Adulto
Varicela (Catapora)

Herpes Zoster

Febre amarela
Meningite Meningocócica ACWY
Meningite Meningocócica B
Dengue